• Rafael Gloria

Coluna - Objetivas Ficcionais

Olha o que nós fizemos


O barulho alto do ventilador faz eu não te escutar. Essa é a principal função dele no momento - mais do que evitar o calor. A principal função do meu ventilador é eu não ouvir você respirar. E, mesmo assim, às vezes, com todo esse barulho eu sonho com o seu ronco alto e acordo no meio da noite. Como em um pesadelo navego pelo som que vem aos poucos e tão alto que eu não consigo mais dormir. Sinto falta da solidão que era não te conhecer.


Média


Tem certos dias que já acabaram e insistimos em permanecer acordados, tentando esticar ao máximo para ver se alguma coisa nova acontece. É a mesma ideia de escrever um texto e acabar enchendo de palavras que não fazem sentido, de frases desconexas, só para ter um pouco mais de “conteúdo”. Alguns dias acabam antes da hora, outros duram mais. O tempo vai se encarregar de balancear o tempo.


Todo mundo terá a sua verdade


Quando o último jornal de Porto Alegre fechar as portas, ninguém mais saberá de onde vieram os jornalistas, o que eram os jornalistas e o que os formava. Registros e carteiras de trabalho não existirão mais. As palavras vão ser escolhidas pelos algoritmos de alguma programa que absorverá a realidade a partir de todas as perspectivas possíveis. O então jornalista só vai selecionar para qual público vai enviar tal perspectiva para todos ficarem plenamente satisfeitos. Todo mundo terá a sua verdade.


Meu cachorro azul


Pedro tinha um cachorro azul e que a cada pegada deixava o chão um pouco mais azul. Um dia Pedro teve que se livrar do seu cachorro azul e, então, comprou vários balões e encheu de gás hélio e amarrou no dorso do seu cachorro azul que nada entendia. Mas subia, subia, para o céu ( também azul).


Entre desarmes


Celina despia o piano com as mãos e a Roberto com os olhos. Roberto enxergava a sujeira no teto da casa de Celina, enquanto ignorava o toque de Rosália em seu braço. Rosália amava a pele de Roberto e usava o vestido que ganhou de Jorge, embora não amasse Jorge. Jorge gostava de desenhar roupas e sonhava em ser estilista e não amava era ninguém.


Uma frase


O mundo mudou muito em poucas horas desde que aquele último meteoro caiu especificamente em cima da minha casa e destruiu tudo.

0 visualização