Escrita Criativa no Jornalismo

Atualmente na sua quinta edição, o curso Escrita Criativa no Jornalismo já aconteceu em diferentes espaços culturais de Porto Alegre, como o Centro Cultural CEEE Erico Veríssimo e a Fundação Ecarta. Também foi realizado em formato extensão na Univates, em Lajeado. 

O curso tem como propósito trabalhar e estimular a criatividade no texto jornalístico. A ideia central é procurar uma maior liberdade na escrita jornalística. Para isso, vão ser trabalhados fundamentos de escrita criativa (conceitos como subtexto, verossimilhança, figuras de linguagem) e também os conceitos básicos do texto jornalístico. Com isso, vamos mesclar as ideias e trabalhar com muita produção de texto. O objetivo também utilizar todas essas ferramentas para contar a história de vida de outros e também, por que não, a própria. É possível a partir da experiência e da lembrança se "recontar".

As aulas serão expositivas e também funcionarão como um grupo de escrita. Um dos objetivos também é perder o medo de escrever, de expor o texto e se arriscar mais nas narrativas. 

Se interessou? Manda email para rafaelgloria88@gmail.com! 

Tópicos abordados no curso

Encontro 1 - Em um primeiro momento, vamos nos conhecer e discutir a programação. Conceitos de memória, história oral e identidade. Exemplos de cartas clássicas na literatura e na literatura de não ficção. Na atividade, faremos um exercício de memória/realidade/ficção.

Encontro 2  - Nesse encontro, exploraremos os conceitos fundamentais para a escrita criativa, como subtexto e verossimilhança. Elementos da narrativa e o universo ficcional também serão expostos, como os tipos de narrador e sua importância para a narrativa. Exercício de escrita ficcional.

 

Encontro 3 -  Elementos básicos da escrita jornalística. Intersecção com elementos de narratividade de caráter ficcional. Discussão sobre a objetividade, público (para quem e para quê você está escrevendo?). Exercício de escrita jornalístico-literária.

Encontro 4 - A pesquisa para as perguntas a serem realizadas quando se está trabalhando em um perfil. Qual caminho seguir? O valor do perfil, a questão de que “lado” focar. Exemplos clássicos de perfis, leitura e planejamento para o começo de produção de um perfil. 

Encontro 5 - Leitura da produção dos perfis e histórias de vida realizados pelos alunos. Publicação no site rafaelgoria.info. 

Comentários de participantes

"Pensamos pouco sobre o tipo de escrita que fazemos. Pensamos pouco sobre quais sensações iremos despertar em quem lê o que produzimos. Pensamos pouco sobre as palavras que usamos pra contar histórias e narrar o cotidiano. Meu objetivo, quando me matriculei, era justamente explorar este lado abandonado durante a prática diária. Refletir sobre a própria escrita é essencial. Depois das aulas, me sinto mais preparado para isso e pra entregar textos com maior qualidade." - Lucas George Wendt, jornalista, participou da modalidade de extensão do Curso 

((Ao longo do tempo, vamos atualizando com outras opiniões)